fbpx
AgendaBR2019-stories

A terceira edição romana de Agenda Brasil acontecerá na  Casa del Cinema in Villa Borghese, com exibições, encontros, debates e momentos musicais. O cinema como oportunidade para lançar um olhar sobre a cultura e sobre a lava incandescente da sociedade brasileira.

Os filmes serão exibidos em língua original com legendas em  italiano.
 
 

Casa del Cinema
Largo Mastroianni, 1 Roma

Ingresso gratuito

Assista ao trailer do festival

PROGRAMMA

Venerdì 6 Settembre

h 19.00 Clementina (Brasil, 2018, 75’) de Ana Rieper. Clementina de Jesus se destaca na história da música brasileira pela sua voz excepcional, pelos seus textos poéticos, pela percussão mais eloquente e pelo repertório religioso africano. Neta de escravos, com o seu canto traz à tona toda a alegria, a força e o drama da condição dos negros no Brasil. Vencedor do Troféu Aruanda pela melhor personagem feminina de 2018.

h 21.00 O beijo no asfalto (Brasil, 2018, 98’) de Murilo Benício, baseado na obra de Nelson Rodrigues. Arandir, um jovem bancário recém-casado, socorre um homem atropelado por um ônibus. O homem, à beira da morte, expressa o seu último desejo: um beijo. Arandir beija o homem e o seu gesto é visto pelo sogro Aprígio e fotografado por um repórter sensacionalista. O repórter incita a polícia a investigar sobre uma eventual relação entre Arandir e o morto. Com Fernanda Montenegro, Lázaro Ramos, Débora Falabella, Augusto Madeira, Otávio Müller, Luiza Tiso, Amir Hadad, Stênio Garcia, Raquel Fabri, Marcelo Flores e Arlindo Lopes. Prêmio do júri e do público Agenda Brasil Milão 2019.

Sabato 7 settembre

h 15.00 Tente entender o que tento dizer (Brasil, 2018, 80’), de Emília Silveira. O dia-a-dia de seis personagens soropositivos provenientes das mais variadas classes sociais, profissões, orientações sexuais e religiosas. Um documentário sobre as barreiras erguidas pela AIDS. Em contraponto à desinformação, o filme mostra que a vida é generosa em termos de possibilidades e alternativas.
Documentário em competição. Prêmio do público Agenda Brasil Milão 2019.

h 17.00 Beiço de estrada (Brasil, 2018, 105’) de Elièzer Rolim. No Nordeste brasileiro, rústico, árido e selvagem, Madame Lili é a dona de um antigo bordel, o Beiço de Estrada, onde prostituiu as suas três filhas. Agora é avó, tem dois netos e deseja que tenham uma vida melhor do que a de suas mães. A chegada de um antigo frequentador abrirá um novo ciclo para o Beiço de Estrada. Com Darlene Glória, Jackson Antunes, Mayana Neiva, Luana Valentim, Rique Messias. Multipremiado no Festival de Cinema Aruanda em João Pessoa.

h 19.00 Ayahuasca, expansão da consciência (Brasil, 2018, 73’), de Fausto Noro. A controvertida bebida ‘Ayahuasca’, contada através da experiência pessoal do diretor. O documentário proporciona uma visão científica, espiritual e antropológica da utilização da Ayahuasca’, desde as origens na floresta Amazônica até a chegada nos grandes centros urbanos. O diretor da fotografia, André Besen, estará presente.

h 21.00 George Hilton: o mundo é dos audazes (Brasil/Itália 2019, 106’) de Daniel Camargo. Biografia de George Hilton, um astro do cinema italiano dos anos 60 aos anos 80. Hilton deixou a sua família abastada no Uruguai, aventurou-se na Itália e tornou-se protagonista de filmes ‘spagetthi western’, de filmes policiais, de suspense e outros gêneros de cinema popular.
O diretor e a produtora estarão presentes.

Domenica 8 settembre

h 15.00 Krenak (Brasil, 2017, 74’) de Rogério Corrêa. O filme conta a história da resistência do povo indígena Krenak desde 1808, data de chegada de Dom João VI no Brasil, até o desastre ambiental do Rio Doce, causado pela quebra da barragem de lama e minério em Mariana, em 2015. Vencedor do prêmio Olhares e Enquadramentos do Festival Rios de Lisboa em 2018. Com legendas para surdos.

h 17.00 Alguma coisa assim (Brasil / Alemanha, 2017, 80’) de Esmir Filho e Mariana Bastos. O filme conta a história de Caio e Mari, dois jovens adultos cuja relação vai além de qualquer definição. A trama atravessa um período de 10 anos da vida do casal, em vários momentos em que seus desejos divergem e o relacionamento passa por duras provas. Uma reflexão sobre a sexualidade, sobre as etiquetas e sobre como o tempo marque e transforme os encontros. O filme é a evolução do curta-metragem homônimo, premiado na 45ª Semana da crítica do Festival de Cannes de 2006 e foi realizado com os mesmos atores do curta. Com Caroline Abras, André Antunes, Clemens Schick, Juliane Elting. Prêmio do público Agenda Brasil Milão 2019.

h 19.00 Aurora 1964 (Brasil, 2017, 106’), de Diego Di Niglio. Um país em plena crise democrática, marcado por conflitos políticos e sociais, é o pano de fundo da narração dos personagens cuja vida foi marcada pelo regime militar instaurado após o golpe de estado de 1964. Um exercício de memória que constrói pontes entre a história brasileira dos séculos XX e XXI. Prêmio pelo roteiro na 2ª edição da Mostra Nacional Sesc de Cinema. Prêmio do júri Agenda Brasil Milão 2019.
O diretor estará presente
.

h 21.00 Tungstênio (Brasil, 2017, 71’) de Heitor Dhalia. Baseado na graphic novel de Marcelo Quintanilha. Salvador, Bahia. Um sargento aposentado busca ajuda para prender dois homens que pescam usando dinamite. Encontrará o apoio de um traficante que deve um favor a um policial, mas nada vai sair como previsto. Com Fabrício Boliveira, Samira Carvalho, José Dumont, Wesley Guimarães, Pedro Wagner.

Agenda Brasil Roma é um evento organizado pela Associazione Culturale Vagaluna em colaboração com Fusion Communication e produzido por Christoffel Promoções e Produções.
Direção: Regina Nadaes Marques
Equipe Brasil: Vita Christoffel, Cristiana Giustino, Leandro Salomão
Equipe Itália: Marcella Baraldi, Thays De Campos, Marco Palazzini
Estagiárias: Claudia Capanema, Eugenia Greco
Seleção dos filmes: Marcella Baraldi, Deborah Carvalho, Cristiana Giustino, Regina Nadaes Marques, Luci Macedo, Marco Palazzini
Assessoria de imprensa: Fusion Communication
Assessoria técnica: Fabrizio Fini
Projeto gráfico: Andrei Aguiar
Tradução e legendagem dos filmes: Francesco Ambrosini, Gian Luigi De Rosa, Federica Dell’Oro, Forword, Unisalento-Summer school of audiovisual translation (Marzia Buttazzo, Alessia Fiorentino, Caterina Varasano, com supervisão de G. L. De Rosa)
Teaser: Montagem Fabrizio Fini. Música Rinaldo Donati e Fernando Barreto